Uma apaixonante e esplendorosa terra, um magnífico povo! Será brilhante seu futuro, construído por todos os que têm Angola no coração, que nela ou na diáspora trabalham e com amor criam suas famílias.
Terça-feira, 5 de Março de 2013
vigilância...

marcadores:

publicado por zé kahango às 10:34
link do post | comentar | favorito

a luta continua...

marcadores:

publicado por zé kahango às 01:07
link do post | comentar | favorito

Crónica do Tonspi

Na minha modesta opinião há apenas dois tipos de VIPs, os R VIPs (com R de REAL como se diz em Inglês) e os O VIPS (com O de ORDINARY também como se diz em Inglês e que trocando em miúdos dá mais ou menos VIPs de trazer por casa)
R VIPs são por exemplo o Obama, o Ronaldo (prontos está bem o Messi também) a Angelina Jolie, o Papa, o Nelson Mandela, enfim, pessoas que pelo seu carisma, atitude, desempenho, personalidade, status, massa arrastam multidões, sendo normalmente notícia de abertura de telejornais mundialmente e facilmente reconhecidos tanto numa aldeia remota do Cambodja como numa qualquer avenida de uma qualquer cidade do planeta. Em Angola e pelas minhas contas, teremos em função das coordenadas de destino, eventualmente 2 pessoas no máximo que se enquadram nesta categoria. O resto são mesmo O VIPs.
O VIPs somos portanto quase todos nós, uns com mais frequência que os outros isso também em função da massa disponível para comprar o acesso e dos amigos estrategicamente colocados que nos possam catapultar para o estrelato.
As diferenças entre estas categorias são imensas. Senão vejamos;
o R VIP faz das tripas coração para não ser constantemente assediado por Jornalistas, cameras, Televisões… esconde-se, vive por detrás de muros, tem gente que o protege, que dissimula a sua passagem, que paga a meio mundo para se esquecerem que o fulano R VIP existe.
Já o O VIP faz exactamente o contrário, faz tudo para aparecer esforça-se por arranjar uma rede de amigos nos jornais, nas revistas, TVs etc etc e tal a quem fornece informações sobre a sua vida privada, o que está a pensar fazer, dizer e até sonhar. Ao contrário dos R dia em que não seja mencionado num qualquer meio ou circuito não é dia. Com o advento do FB há até uma história de uma jovem estrelita cantante que durante o período menstrual publica nos redes sociais de 3 em 3 horas instagramas do penso higiénico para que os fãs possam e em primeira mão seguir o desenrolar do acontecimento.
O R VIP escolhe para passar férias, locais paradisíacos, remotos de difícil acesso para o comum dos mortais. Faz-se acompanhar da família, de um ou dois amigos íntimos e do respectivo staff que cuida da sua existência durante este período. As fotos são privadas e só por mero acaso e enorme descuido é que vazam para a comunicação social.
O O VIP faz precisamente o contrário, escolhe passar férias e portanto fotografar-se grandes cidades como, Paris, Milão, N.Y, normalmente em locais públicos que se suspeita serem também frequentados pelos R VIPs (acedem a estes locais pagando aos porteiros uma generosas gorjas) em lojas de roupa muito cara, no lobby de hoteis caros, aluga limousine para dar umas voltas, faz questão de fotografar os pratos e o champanhe Cristal que vai emborcando (sobretudo se tiverem trufas e caviar, mesmo que depois em privado detestem a coisa) e na primeira oportunidade publicam as tais fotos nas redes sociais, geralmente com a elucidativa legenda “eu, em tal sitio… oh my god, é tão bom”… ao que os seguidores ferrenhos respondem… ohhhhhh…. Damn… que inveja (saudável claro, até porque sabes que eu amo esse sitio e sempre que aí vou não posso faltar)...
O R VIP comemora o aniversário, entre poucos amigos, os muito íntimos, numa mansão que é sua e faz questão que a festa seja o mais privada e discreta possível.
O O VIP, aluga um pavilhão, publicita a data nas redes sociais, faz um convite publico da festa, disponibiliza-se para receber prendas, no convite que publica no FB impõe dress code e gaba-se durante a festa nas mesmas redes sociais que a festa dele está a ser melhor do ano.
Ah… nunca se esquece de convidar as TVs e rádios para a festa, não vá alguém ficar sem saber que ele afinal faz anos…

;)


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:43
link do post | comentar | favorito

ecológicas...

marcadores:

publicado por zé kahango às 00:39
link do post | comentar | favorito

preocupações...

Estão os imigrantes chineses a minar o progresso africano?

“Actualmente existem 1 milhão de chineses que vivem e trabalham no continente Africano, mas enquanto alguns estão investindo na contratação e formação de residentes, outros levaram seus lucros para a China, escreve Henry Hall. Uma queixa cada vez mais comum que emana nos mídia Africanos é que os imigrantes chineses em África estão a ter um impacto negativo nas economias de acolhimento.

Estudos recentes sugerem que a população da China em África é cerca de 1 milhão. A principal preocupação é que as pequenas empresas chinesas, muitas vezes dirigidas por famílias chinesas, estejam capitalizando o melhor acesso aos mercados chineses, técnicas mais avançadas, ou um melhor acesso ao capital, para realizar lucros em sectores chave em que os africanos procuram emprego - ou seja, pequeno comércio , agricultura, mineração e construção.

Migração tem sido uma opção popular para trabalhadores chineses mais pobres e comerciantes que esperam fazer fortuna. Isso resultou no estabelecimento de comunidades chinesas em todo o sudeste da Ásia, criando frequentemente indústrias com estreita ligação à economia chinesa. Este modelo permitiu que a economia chinesa, para desafogar o excesso de trabalho nas periferias de sua esfera de influência, crie vínculos duradouros com outros mercados e, mais recentemente, alivie a pressão política criada pelas pobreza rural e desemprego urbano.


Este tem sido um catalisador para o crescimento de várias economias do Sudeste Asiático, ao mesmo tempo gerando inquietação nos habitantes locais, que se queixam de que os migrantes chineses tomam as suas oportunidades.

Recentemente, tem havido movimentos no Malawi, Tanzânia, Uganda e Zâmbia para restringir quais indústrias imigrantes chinesas autorizadas. Os comerciantes do mercado chinês têm má reputação em grande parte da África, devido a queixas generalizadas de falsificações e má qualidade das mercadorias.

Sua vantagem sobre os comerciantes africanos decorre da sua facilidade de acesso aos mercados chineses e ao capital, às vezes ganho através do trabalho em grandes projectos de construção chineses no continente. Em outros sectores, como a construção, agricultura e mineração, pequenas empresas e trabalhadores chineses muitas vezes trazem consigo capacidades e experiência que faltam em muitos mercados africanos.

A questão de saber se esses pequenos negócios chineses e trabalhadores beneficiam as economias africanas se resume ao quão profundamente eles as integram. Alguns empresários chineses estabelecem-se na África para fazer fortuna, mas usam a riqueza que acumulam para sustentar suas famílias na China ou para acumular capital suficiente para mudar de casa e montar um negócio lá. Isto é semelhante aos processos de terceirização, porque neste caso a maior parte da riqueza criada sai do país.

No entanto, noutros casos, empresários chineses constroem nichos de sucesso da indústria, que empregam a população local e transferem competências para a economia local. Isso é especialmente útil quando envolve indústrias que não são bem desenvolvidas em África. Se os empresários chineses que usam as habilidades aprendidas na China podem implementar mercadorias para exportação na África, podem proporcionar um enorme impulso para a economia Africana.

O problema para os governos africanos é saber se os imigrantes chineses vão ser membros produtivos da economia. (…) A fim de fazer progressos nesta matéria, os governos africanos terão de conseguir o apoio de seus colegas chineses, para ajudar a limitar o fluxo de imigrantes não qualificados, e para mandar para casa aqueles que não estão a criar emprego ou a investir na economia local.”

 

in http://www.csmonitor.com/World/Africa/Africa-Monitor/2013/0226/Are-Chinese-immigrants-undermining-African-progress?goback=.gde_2325252_member_217781334



publicado por zé kahango às 00:39
link do post | comentar | favorito

dançando o alvorecer...

marcadores:

publicado por zé kahango às 00:36
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Março de 2013
Ensino Especial no Lubango

Uma escola para o ensino especial vai ser erguida, ainda este ano, na centralidade da Eywa, arredores do Lubango, província da Huíla, com o patrocínio da Fundação Lwini. O director executivo da Fundação Lwini, Alfredo Ferreira, disse, no acto de colocação da primeira pedra, que escola, a ser projectada numa área de seis mil metros quadrados, vai acolher crianças que carecem de cuidados especiais na sua formação. Alfredo Ferreira frisou que as pessoas com deficiência merecem a atenção e o carinho de todos para a sua integração na sociedade. “A pessoa portadora de deficiência merece um cuidado redobrado da parte de todos, por isso, o Executivo tem traçado políticas que contemplam a sua protecção e a Fundação Lwyni demonstra solidariedade com o lançamento da primeira pedra daquela que vai ser a escola para as crianças que carecem de cuidados especiais”, disse. Além da construção, a Fundação Lwini vai custear o seu apetrechamento com carteiras, material didáctico adequado às exigências do ensino especial e de escritório. Durante um dia de trabalho na cidade do Lubango, a delegação da fundação Lwini, encabeçada pelo seu director executivo, visitou também as instalações da Associação Regional dos Cegos e Amblíopes de Angola (ARSCAA), localizada no bairro Nambambe. No centro da ARSCA, Alfredo Ferreira inteirou-se das dificuldades que os associados atravessam e prometeu apoio. Aquela instituição vai acolher uma escola para a formação de professores que vão leccionar aos portadores de deficiência visual.

 

(JA)



publicado por zé kahango às 12:09
link do post | comentar | favorito

o nosso cronista


marcadores:

publicado por zé kahango às 11:20
link do post | comentar | favorito

Crónica do Tonspi

Todos os domingos, como de há muitos anos a esta parte acontece, vou à missa, sempre a das dez e aproveito para encontrar amizades de longa data e também para pôr a conversa em dia com o pessoal do xinquilho. Este ultimo domingo depois de purificar a alma e também os olhos na missa das dez (há por lá cada camião cisterna que até um desgraçado se engana no terço só de as seguir com os olhos), já à saída do templo dou de caras com a minha querida amiga Bebinha da Costa, amiga de longa data que por sinal frequenta a mesma igreja que eu. Pela palidez do rosto dela e pela forma como contorcia a Pochette YSL percebi logo que a a coisa não estava nada bem. Depositados os ósculos da praxe na bochecha de pele de seda muito cuidada e a exalar fragrâncias misteriosas, e depois do bom dia Bebita da Costa minha querida que linda que estás hoje veio o desabafo com voz trémula.
Então o José já viu isto? (apesar de termos andado na mesma creche, termos brincado aos doutores e aos pais e ás mães a Bebinha da Costa desde a maioridade que me trata por você, tudo se calhar para manter distâncias), continua ela com ar de enfado que me começou a preocupar, Eu, a Bebinha, uma distinta Senhora que me dou ao trabalho de gastar somas avultadíssimas com a minha imagem, que contratei um franciú, o Antoine De La Vogue como private advisor.
O José sabe quem é o Antoine não sabe José? Questionava a Bebinha com a certeza que sim, que eu só podia ser íntimo do tal mariconço do Antoine que para além da fazer o guarda roupa da B Onça e da Mandonna para além de outras pop stars e gente importante do JET Set, Oit e Nov, um fulano que me leva coiro e cabelo para que eu me apresente em publico com um look único, moderno do mais sofisticado que pode haver, que só me propõe as melhores marcas e obras de arte dos grandes criadores, eu Bebinha da Costa, neta de, filha de e esposa de, tenho que aos domingos comungar no meio da ralé como uma qualquer, receber a minha hóstia sagrada no meio de zungueiras e roboteiros, respirar aquele ar se calhar carregado de… como é que se diz José? Como se chamam aquelas coisas que não se vêm sem lupa e que fazem alergias? Ai ajude-me José… vá lá, sei que você sabe… pois, disse eu serão bactérias? Isso, isso mesmo bactérias… e por aí fora continuava a Bebinha da Costa possessa, enquanto eu a tentava acalmar… ainda pensei em dizer-lhe que a Igreja era a casa de Deus e que para Deus éramos todos iguais, zungueiros ou ministros, mas desisti não fosse aumentar a fúria dela
Então veja bem José, continuava ela imparável, as discotecas, as tascas de bairro, todos os eventos na cidade, todos os espaços da cidade têm uma área VIP, alguns até têm VIP, VIP +, VIP ++, Vipérrimo e por aí adiante, como é possível que a minha igreja, não se tenha modernizado e não tenha uma área VIP para pessoas como NÓS (salvo seja) podermos receber as graças do Senhor num ambiente à altura da nossa condição?
Chegados ao Jaguar onde o Jarbes, o motorista Zairense que só fala Francês a aguardava , depois de instalada no couro traseiro e com um chill out para compor o ambiente ainda disparou…
Sabe José, também só estou à espera que os fulanos lá no Vaticano, escolham Sua Santidade para lá ir exigir uma área VIP na nossa igreja, ou não me chame eu Bebinha da Costa, neta de, filha de e esposa de…
Bom se a Bebinha conseguir que o novo Papa a oiça e a leve a sério, sendo eu amigo da própria, já me imagino na missa das dez, enfiado num aquário com ar condicionado, com barman e tudo, a receber a minha hóstia trazida por acólito todo ele vestidinho a rigor e com sotaque afrancesado…
Ai isso é que vai ser…

JSP

 


marcadores:

publicado por zé kahango às 10:04
link do post | comentar | favorito

Domingo, 3 de Março de 2013
nobreza dourada...


marcadores:

publicado por zé kahango às 17:06
link do post | comentar | favorito

Kissange, com caixa de ressonância

 

cortesia de José Silva Pinto


marcadores:

publicado por zé kahango às 17:05
link do post | comentar | favorito

Keve

marcadores:

publicado por zé kahango às 01:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Hospital do Lubango


publicado por zé kahango às 01:31
link do post | comentar | favorito

Sábado, 2 de Março de 2013
flamingos do Lobito

marcadores:

publicado por zé kahango às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Crónica do Tonspi

 

Neste mês que hoje começa e que me dizem ser o da Mulher, quero agradecer a todas as mulheres que comigo se casaram, 12 no total e muito especialmente ás 11 que por terem pedido o divórcio me deixaram. Para aquela que ainda hoje e todos os dias me consegue aturar aqui fica o meu enorme apreço e especial obrigado por conseguir fazer aquilo que nenhumas das outras 11 se atreveu.
Por falar das outras 11, aqui fica também o meu especial agradecimento por terem tido o bom senso de fazer as malas delas umas vezes e as minhas umas tantas outras vezes também e terem dado à soleta. A este grupo de almas devo especial agradecimentos à Cleodana, a sexta dessa lista de onze que me pôs os patins ainda nem um mês de casado tinha passado, ou seja três dias depois do regresso de uma lua que tinha tudo para ser de mel mas que, sei lá eu bem, foi muito mais de fel.
Conheci a Cleodana numa reunião da Tupperware em casa da Micasdalva Vasconcelos & Prietto De Armada e Silva, uma prima minha, gente fina de Cascais. À força de tanto abrir e fechar caixas e caixinhas, umas redondas outras assim mais para o quadrado o amor surgiu como por encanto. Duas semanas depois disto deu-se o enlace, sem juras, sem promessas. A coisa nem começou mal até porque a Cleodana era e acho que ainda é uma pessoa tolerante e deixava-me à solta para que eu me pudesse adaptar à minha nova condição.
Ora a relação como se diz agora, começou mesmo a esturricar ainda na tal de lua. A Cleodana simpática, compreensiva e amorosa das reuniões da Tupperware que eu conheci mudou do dia para a noite logo que se apanhou de anilha no dedo. Aquilo era ordem atrás de ordem, a mulher era fanática pela arrumação e deixar a meia ou boxer atirado pelo quarto de hotel era motivo suficiente para me enviar mensagens com os olhos capazes de derreter gelo a kilómetros de distância. Resultado, andava eu direito como um fuso mas num estado de tensão permanente.
Regressados ao doce lar a situação não mudou bem pelo contrário piorou. Futebol? que é isso? nesta casa (a casa era mesmo dela) não se perde tempo com essas futilidades e de seguida passava a tratar-me por você por dá cá aquela palha. Na ânsia de querer agradar e também para poder ver uma final qualquer entre o Real e sei lá quem, aproveitei uma saída dela com as amigas para mais reunião da tupperware e lavei a casa, os biblots, o pechichet, as cortinas, as sanefas, as fotografias da avó, a santa que ela venerava, tudo lavadinho à mangueira. Do tecto ao chão molhei tudo o que havia para molhar.
Satisfeito e orgulhoso com a obra feita, sempre esperei por um enorme abraço, um obrigado e sei lá a tão querida autorização para ver o jogo. 
Qual quê... entrou em bicos de pés, olhou à volta e sem me dirigir uma palavra sequer, enfiou tudo o que me pertencia numa mala e abriu a porta da rua. Fui ver o jogo em casa da minha prima e nunca mais, mas mesmo nunca mais aceitei convites para assistir ás benditas reuniões da tupperware.

JSP


marcadores: ,

publicado por zé kahango às 00:08
link do post | comentar | favorito

nova ECF do Lobito


publicado por zé kahango às 00:08
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Março de 2013
Cisanji

 

cortesia de José S. Pinto


marcadores:

publicado por zé kahango às 09:26
link do post | comentar | favorito

Editor e Redator:
José "Kahango" Frade
marcadores

a nossa gente

a nossa terra

crónica

cultura

editoriais

livros

memórias

o futuro é já hoje

poesia

todas as tags

pesquisar
 
posts recentes

Sob a tutela da rósea mon...

O Futuro começa hoje...

Colar Himba

Cunene entre rochas

Ruacaná

Turaco

Esquilo na múcua

na Fenda do Bimbe

da Tundavala

Tchimboto

Defesa da ecologia - Kumb...

uma solução imaginativa

Faculdade de Medicina do ...

Um novo arranque

Reencontro

de Bimbe para Angola Prof...

reunindo...

tranquilidade...

Cubango

rio Cuito

atividade da AAPAN em 201...

mama Himba

Prémio de Mérito

em plena corrida

um par bicudo

últimos comentários
Espiar un celular nunca habia sido tan facil con S...
Olá Que lindas!
[url=https://www.informativoangolano.com]Club k an...
E o Rio Cubal desagua em Moçâmedes na provincia do...
E uma rã de especie rara e possivelmente so encont...
Gostei muito de ler os vossos post, realmente quan...
Nosso pais com tantas maravilhas Noticias de angol...
Caro Carlos: Estive a apreciar a sua página, que o...
Gostei muito da materia quem dera um dia publicar ...
Gostei muito da materia quem dera um dia publicar ...
Alguns botânicos suspeitam que na peculiaridade da...
Ah ah ah! Bem visto! Por vezes a erudição vem acom...
Muito obrigado pela contribuição! Incluirei o link...
Então o jornal Cultura publica uma fotografia de u...
Ah, desculpe, pensei que fosse um desafio... Eu ta...
Também me parece, mas gostava de saber como se cha...
É uma pequena rã com as patas encolhidas, vista de...
Agradeço, mas o mérito não é meu. Como pode ver pe...
Boa tarde.Li e gostei deste excelente texto. Melho...
Não esquecer ainda o Parque Nacional do Bicuar...
posts mais comentados
24 comentários
10 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
Equipa do blogue
Coordenadora do Conselho Redatorial: Paula Duarte (A-Santa-Que-Me-Atura...) PAINEL DE COLABORADORES: Dionísio Sousa (Cavaleiro dos Contos), "Funka" (Nobre Reporter Permanente), João "Neco" Mangericão (Moçâmedes), Jorge Sá Pinto (Assuntos Arqueológicos), José Silva Pinto (Crónica Quotidiana), Mané Rodrigues (Assuntos Culturais), Paulo Jorge Martins (Fauna Grossa), Ulda Duarte (Linguística da Huíla), Valério Guerra (Poeta Residente).
ligações
arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Junho 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Maio 2017

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

o nosso contacto:
munhozfrade@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO