Uma apaixonante e esplendorosa terra, um magnífico povo! Será brilhante seu futuro, construído por todos os que têm Angola no coração, que nela ou na diáspora trabalham e com amor criam suas famílias.
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009
na reunião...

DSCN5397


marcadores:

publicado por zé kahango às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
Inaceitável

No III Congresso da Comunidade Médica de Língua Portuguesa, que decorreu em Lisboa de 19 a 21 p.p., participantes angolanos divulgaram dados estatísticos reveladores do grau de carência por que passam os recursos de saúde em Angola.

Soubemos que o total de médicos a trabalhar em Angola é de 2.220, deles sendo 358 de nacionalidade estrangeira. Mais de 80% dos médicos estão em Luanda.

Soubemos ainda que a causa de morte mais frequente na Urgência Médica do Hospital Américo Boavida é a SIDA (33,8%).

Também os AVC's são responsáveis por um grande número de falecimentos nessa Unidade de Saúde da capital: 20,1%.

O panorama das doenças em Angola está em transição: apesar de ainda predominar a malária, surgem já em importante expressão doenças crónicas associadas ao estilo de vida dos países industrializados: hipertensão arterial, diabetes.

Os casos de acidentes de viação aumentam rapidamente.

Está assim definido um quadro sombrio e - nas palavras do Dr. Luís Gomes Sambo, Director Regional para África da OMS - INACEITÁVEL!


marcadores:

publicado por zé kahango às 02:06
link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
usando as aguarelas...

DSCN5279


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Carnaval da Huíla

Praça “João Paulo II” acolhe desfile central

 

Sessenta e quatro grupos carnavalescos vão desfilar, na próxima terça-feira, na praça "João Paulo II", no Lubango, no Entrudo provincial da Huíla, informou, a secretária executiva da comissão preparatória local, Maria Marcelina Gomes.
A chefe de Departamento Provincial da Cultura fez saber que o número de grupos na classe de infantis e adultos aumentou de 28 para 64 em função das suas inscrições ao nível da província da Huíla.
Marcelina Gomes assinalou que os dados estatísticos aumentaram em função do interesse dos mesmos grupos em duas categorias, dada a importância do evento de manifestação cultural na província, assim como pelo apoio em meios materiais que o governo prestou aos mesmos.
Segundo disse, o Lubango será representada por 18 grupos, Humpata com três e igual número de registo na Chibia, nove de Quilengues, Quipungo com quatro, Jamba com cinco, Caconda, Caluquembe e Chicomba com 10 grupos, respectivamente.
A responsável sublinhou que o número de grupos para o desfile central provincial que vai decorrer sob o lema "Carnaval 2009, com tradição e modernidade, folia e paz, festejemos o nosso Carnaval, a cultura fortalece a nação, mais cultura, mais Angola", poderá crescer, dependendo da confirmação dos representantes dos municípios dos Gambos, Cacula, Matala e Chipindo.


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:18
link do post | comentar | favorito

entre o milho

DSCN5442


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:16
link do post | comentar | favorito

contra a pobreza

Concessão de lotes de terreno, na Huíla


O governador da província da Huíla, Isaac dos Anjos, recomendou aos técnicos da Repartição de Ordenamento Territorial e Urbanístico (ROTUR), órgão afecto à Administração Municipal do Lubango, maior celeridade no processo de concessão de parcelas de terrenos aos cidadãos.
Isaac dos Anjos, que fez esta recomendação no final da visita de dois dias pelo município do Lubango, pediu igualmente “transparência no atendimento dos expedientes dos munícipes e no processo de atribuição dos lotes”.
O chefe do executivo huilano sublinhou que a concessão de terrenos à população constitui uma das formas de distribuir recursos nacionais aos cidadãos. Segundo Isaac dos Anjos, o Governo pretende com este processo transferir riqueza para as famílias, que podem construir residências, realizar investimentos a seu critério ou dar outro destino.
“O número de filhos por cada família angolana, varia entre 6 e 8. Com esta parcela de terra, cada família saberá gerir o seu espaço, porque serão atribuídos títulos de propriedade. Cabe a elas definir a maneira como utilizar os seus lotes. À administração caberá estabelecer limites e padrões para a urbanização das zonas”, disse o governante, sublinhando que cada cidadão deve dispor da parcela de terreno que permita construir o seu projecto de vida.
O responsável daquela repartição, Domingos Wango, explicou que a atribuição de lotes aos futuros proprietários regista um ligeiro atraso devido aos trabalhos de arruamentos e loteamentos em curso nas comunas e sectores da cidade do Lubango. Dos cerca de 13 hectares identificados no Lubango para a nova urbanização da cidade, 4 mil 867 metros quadrados beneficiam de obras de arruamento e loteamento.
Segundo a ROTUR foram registados cerca de 9.400 pedidos para concessão de terrenos, sendo que todos aguardam por um aval da Administração.



publicado por zé kahango às 01:15
link do post | comentar | favorito

requerendo...

DSCN5432


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:13
link do post | comentar | favorito

Ondjaki apresenta novo livro em Portugal
Ondjaki encontra-se em Portugal para promover "Materiais Para Confecção de um Espanador de Tristezas", livro descrito pelo próprio como "muito arejado" e "pontuado por poemas "bem dispostos e relacionados com emoções e sentimentos do quotidiano".
 
O escritor, de 31 anos e nascido em Luanda, caracterizou à Lusa o seu novo livro como "muito pessoal" e "leve pelos temas que trata".

Ondjaki tem presença confirmada a 21 de Fevereiro na Livraria Ao Pé das Letras, em Tomar, e no próximo dia 25 na Livraria Pó dos Livros, em Lisboa.

"Materiais Para Confecção de um Espanador de Tristezas" agrupa poemas "escritos e trabalhados ao longo de um ano" e agora editados em Portugal sob a chancela da Caminho.

Em conjunto com a apresentação do livro em Tomar, que será feita por Luís Carlos Patraquim e em que estará presente o autor, a Livraria Ao Pé das Letras recebe também uma exposição de pintura de Ondjaki intitulada "imitação da madrugada" e que o autor definiu como "um complemento" a "Materiais Para Confecção de um Espanador de Tristezas".

"São quadros abstractos que acasalam com o livro e funcionam como um prolongamento dos poemas", descreveu.

A exposição estará patente somente em Tomar devido à "amizade" com os responsáveis do espaço, recentemente inaugurado.

Ondjaki encontra-se em Portugal desde o encontro de escritores de expressão ibérica Correntes d`Escritas, que decorreu na Póvoa do Varzim até ao passado dia 14 de Fevereiro.

O escritor, nascido em Luanda, define Angola como um país que "tem crescido muito artisticamente nos últimos anos".

"Angola - opina - é sinónimo de Cultura. A nível local existe no país muito talento em diversas áreas", faltando no entanto "uma maior força em termos de produção para se trabalhar a exportação dos artistas".

O autor de "Os da Minha Rua", vencedor do Grande Prémio de Conto "Camilo Castelo Branco" em 2007, destaca, no entanto, a "boa recepção de trabalhos de alguns artistas angolanos no Brasil".

Ondjaki co-realizou um documentário sobre a cidade de Luanda, intitulado "Oxála cresçam Pitangas", em 2006.

Actualmente, assegura ter "duas novas ideias" nessa área que deverão ser concretizadas num prazo de "três a quatro anos".


marcadores: ,

publicado por zé kahango às 01:11
link do post | comentar | favorito

pescadores

Fishermans


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:08
link do post | comentar | favorito

Indústria Pesqueira

440 novas embarcações de pesca

  ANGOP
Programa do Governo de renovação da frota pesqueira está permitir aumentar os níveis de captura
 

Angola dispõe de 440 embarcações de pequena e grande dimensão, distribuídas nas principais províncias piscatórias do Zaire, Bengo, Cabinda, Luanda, Kwanza Sul, Benguela e Namibe, informou segunda-feira, na capital do país, o director do Instituto de Desenvolvimento da Pesca Artesanal e Aquicultura (IPA), Caholo Duarte.
Em entrevista à Angop, na qual participou também a directora do Fundo de Apoio à Indústria Pesqueira e da Agricultura (FADEPA), Verónica Naquela, o responsável esclareceu que das 440 embarcações, 190 são provenientes de Espanha, e 250 da China.
Quanto às embarcações espanholas, disse haver 160 de 7.40 metros, 20 de 13.80 m, e 10 de 12 metros de cumprimento, enquanto as chinesas, 100 são 9.60 metros e 150 são de 7.40 metros.
As referidas embarcações, munidas de material de alta tecnologia, disse, possuem equipamento electrónico de origem japonesa (GPS, sistema VHF, rádio), e equipamento auxiliar de pesca de fabrico Norueguês.

Por outro lado, Caholo Duarte informou que a opção de equipar os barcos com motores de patente americana Jonh Deere e de origem japonesa Yahama, aconteceu devido ao facto destas marcas possuírem representações em Angola que são asseguradas pela empresa Jembas.

Segundo sublinhou, o programa denominado "Renovação da Frota" é um projecto que tem como principal objectivo a substituição de barcos obsoletos, feitos de madeira e pau cavado, para embarcações de maior segurança, feitas a base de aço.

Segundo o director do IPA, a meta é, até 2010, substituir cerca de três mil embarcações das seis mil existentes na pesca artesanal marítima.

No final de 2010, disse, far-se-á uma avaliação dos resultados do programa, podendo continuar-se até 2012, com a substituição das restantes embarcações.

O director informou que para 2009 estavam previstas a chegada de mais mil embarcações, mas devido aos cortes surgidos nos Planos de Investimento Público, o número poderá ser reduzido.

Relativamente aos custos dos barcos, informou que as embarcações de 9.60 metros foram entregues às cooperativas num valor de 100 mil dólares cada, reembolsáveis num período de 10 anos, as de 7.40 estão avaliadas em USD 80 mil, enquanto as 7.40 metros em 87 mil euros (cerca de 118 mil dólares). 

Por sua vez, a directora do Fundo de Apoio a Indústria Pesqueira e da Agricultura (FADEPA), Verónica Naquela, informou que existem ainda no país 26 embarcações semi-industriais e oito industriais, distribuídas pelas provinciais de Luanda (6 semi-industriais e 7 industriais), Namibe (11 semi-industriais e 1 industrial), Kwanza Sul (3 semi-industriais) e Benguela (6 semi-industriais).

O programa de renovação da frota de pesca, uma iniciativa do Governo de Angola, será executado num período de 10 anos, e terá uma média de entrega de 600 embarcações/ano. O programa é financiado pela República da China na ordem de USD 250 milhões, Polónia 27,5 milhões e Espanha 81 milhões de euros.



publicado por zé kahango às 01:06
link do post | comentar | favorito

aguardando...

DSCN5222


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:04
link do post | comentar | favorito

Reconstrução

Colocação de carris no CFM está em fase conclusiva

  Angop
Restauração da linha férrea de Moçamedes a caminho do fim
Restauração da linha férrea de Moçamedes a caminho do fim

Lubango – A recuperação do Caminho de Ferro de Moçamedes (CFM) evoluiu, nos últimos dias, para a aplicação de novas travessas e carris, da comuna do Dongo, município da Jamba, ao do Kuvango, na província da Huíla, em direcção ao Kuando Kubango.   

Esta informação foi avançada pelo director geral do CFM, Júlio Bango Joaquim, em entrevista à Angop para avaliar os trabalhos feitos nesse troço desde 2006, os quais deverão terminar em 2010.

Júlio Bango sublinhou que do município da Matala ao Dongo (250 quilómetros de Menongue), capital do Kuando Kubango, o processo está concluído, assim como no percurso entre o município do Kuvango e a povoação do Cutato, em direcção ao município do Cuchi (Kuando Kubango), 175 quilómetros de Menongue. 

Além da aplicação dos carris, disse estar concluída a recuperação de pontes, restando efectuar-se as ligações dos aterros das plataformas com as bermas das pontes reconstruídas.

Depois de concluída a montagem da linha-férrea, será feita a sua balastragem (mistura de areia e pedras britadas para cobrir as travessas sobre as quais assentam os carris), alinhamentos, dinamizações, estabilizações e a finalização da construção das infra-estruturas complementares, como estações e outras ligadas à manutenção da linha.

Salientou que, apesar de problemas provocados pela intensa chuva, que quebrou o ritmo da produção do material afim, os trabalhos encontram-se dentro dos prazos estipulados, e a fase de colocação da linha férrea estará terminada antes do final do ano.

Quanto à qualidade da obra, avançou ser "boa", pois tem resistido aos efeitos erosivos da chuva que cai na região.

Sobre os ganhos, com a conclusão da recuperação da linha férrea, Júlio Bango disse serem muitos, principalmente para a província do Kuando Kubango, por estar nos limites do país, numa região sem mar, com o porto "mais próximo" a uns 900 quilómetros de distância. 

Além da reabilitação, está a ser feito um estudo sobre o redimensionado do CFM, para se avaliar as reais necessidades da empresa, tentar um cálculo de pessoal a engajar para assegurar o seu funcionamento.

"Ainda não há uma estimativa do número de pessoal necessário, porque estamos condicionados à funcionalidade de outros projectos, como a mina de ferro de Cassinga, no município da Jamba, e outras estruturas, cuja actividade de transporte passará pelo CFM"- ressaltou.

Com uma extensão de 987 quilómetros, o Caminho-de-ferro de Moçâmedes, une as províncias do Namibe, Huíla e Kuando Kubango. A sua recuperação iniciou-se em 2006, prevendo-se que termine em 2010.

Há uns dois anos, um alto funcionário do Ministério dos Transportes dissera que o Governo Angolano estava empenhado em acções para levar o Caminho de Ferro de Moçâmedes até a província do Cunene depois da recuperação da estrutura actual.  



publicado por zé kahango às 00:59
link do post | comentar | favorito

que futuro o aguarda?

DSCN5348


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:57
link do post | comentar | favorito

campanha contra raiva

Abate de 800 animais

 

Mais de 800 animais foram recolhidos das ruas de Luanda e abatidos desde o início de janeiro, numa campanha contra o surto de raiva que assola a capital angolana e que já causou, pelo menos, 60 mortes.
Segundo o vice-governador da província de Luanda e coordenador da comissão multissetorial de combate à raiva, Francisco Domingos, o processo de recolhimento vai acontecer por tempo indeterminado nos nove municípios do Estado.
Domingos, que falava à rádio Nacional de Angola, reconheceu que o trabalho está ocorrendo com algumas “insuficiências e carências”, devido à falta de experiência neste tipo de serviço.
O vice-governador destacou ainda que das quatro estratégias traçadas contra a doença, o destaque vai para a informação e educação, tendo em conta que a maior parte das vítimas são crianças em idade escolar.
“Elegemos as escolas como um segmento muito importante porque a maior parte das pessoas mordidas e que estão a falecer são crianças em idade escolar”, disse.
Por sua vez, Fátima Valente, membro da comissão, afirmou que o período de 12 a 18 de Janeiro foi a semana de pico, com o registro do maior número de casos, cerca de 10.
Segundo ela, na semana a seguir o número de casos foi diminuindo.
“Provavelmente podemos afirmar que a epidemia está na sua fase descendente, mas é um pouco difícil ter certezas”, disse Valente, explicando que a maior parte dos casos que têm surgido são de mordidas com mais de um mês.
“Então é difícil dizer, ao certo, quantas pessoas foram mordidas há mais de 30 dias, que ainda não desenvolveram a doença e que provavelmente irão desenvolver”, frisou.
Para Valente, dados estatísticos disponíveis indicam que 2007 foi o ano que registrou mais casos de raiva, com 118.
“Anualmente, desde 2001 vinham ocorrendo entre 20 a 30 casos. Em 2006 tivemos 81 casos”, afirmou, acrescentando que esses surtos têm surgido nas províncias de Benguela, Bié, Huambo, Cuanza Sul, Luanda, Malange e Uíge.

 

 



publicado por zé kahango às 00:55
link do post | comentar | favorito

bem transportadas...

IMG_2838_lte


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:34
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009
Sassa Bengo

Nova cidade projectada a norte de Luanda
Fonte: Diário Digital/Lusa - Editado por AD   
ImageO Governo angolano está a projectar a criação até 2030 de uma nova cidade denominada «Sassa Bengo», a norte de Luanda, para absorver o excedente populacional na capital do país, que se estima concentrar 5,8 milhões de habitantes.
O coordenador do projecto de expansão urbana e infra-estrutural das cidades de Luanda e Bengo, Diakumpuna Sita José, explicou que a nova cidade, com capacidade para albergar três milhões de habitantes, será edificada na via entre as cidades de Luanda, Caxito e a Barra do Dande.
Diakumpuna Sita José, que também é o ministro do Urbanismo de Angola, considerou que a Barra do Dande terá um papel «muito importante» na organização da economia das regiões de Luanda e Bengo, com a transferência do porto de Luanda para aquele local.
A estimativa de que a cidade de Luanda poderá atingir os 15 milhões de habitantes nos próximos anos preocupa as autoridades angolanas, daí a necessidade da criação da nova cidade, até 2030, para absorver esta população.
«A tendência é preocupante. Hoje, em função do censo eleitoral, temos cerca de 5,8 milhões de habitantes em Luanda», disse o coordenador, sublinhando que esta tendência de pressão sobre Luanda faz correr o risco de viverem na capital 15 milhões de pessoas em 2030.
De acordo com o coordenador, os dados disponíveis apontam também para o crescimento até 2030 da população de Angola para 30 milhões de habitantes, actualmente estimada em 16 milhões.
A cidade de Luanda, construída para albergar 700 mil pessoas, acolhe hoje cerca de seis milhões, em consequência dos 30 anos de guerra que assolaram Angola, obrigando à deslocação de milhares de pessoas do interior do país para a capital na busca de segurança e alimentação.
Terminada a guerra em 2002, o Governo levou a cabo o processo de reassentamento de milhares de deslocados nas suas zonas de origem, mas a falta de condições básicas nas províncias fez com que muitos desses deslocados regressassem a Luanda e que outros se recusassem a partir.
O Plano Integrado para a Expansão Urbana está a ser realizado por uma consultora libanesa, a Dar-Al-Handasah e os prazos já anunciados apontam para que a nova cidade de Sassa Bengo possa estar concluída até 2030.
 

 



publicado por zé kahango às 02:34
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009
o que é oferecido...

Angola: destino de emprego e negócio

Já não é de agora que trabalhadores dos mais diversos escalões e empresários de diferentes ramos se aventuram no mercado angolano. Procuram carreira, novas oportunidades e, sobretudo, mais dinheiro. Grande parte acaba mesmo por conseguir.
As ofertas de emprego para o mercado angolano são cada vez mais e estão em todo o lado. Tomemos como exemplo a Internet. A página de pesquisa de trabalho Netempregos afirma receber cerca de 150 ofertas por mês que têm como destino Angola, revelava por estes dias o “Jornal de Notícias”. Para cada uma dessas ofertas, o portal recebe, em média, cerca de 450 candidaturas. O recrutamento chega mesmo a fazer-se em terras lusas. Assim acontecerá nos próximos dias 6, 7 e 8 de Março, data em que a Elite International Careers vai realizar um fórum de recrutamento em Lisboa, para o qual estão já a decorrer pré-candidaturas. O fórum Elite Angolan Careers vai contar com a participação de 30 empresas e funcionará através da realização de entrevistas pré-agendadas com candidatos previamente seleccionados, que serão colocados em contacto directo com os empregadores. O Banco Espírito Santo Angola, a Coca-Cola, a Angola Seguros e a Technip são alguns exemplos de instituições que estarão representadas no Elite International Careers e que demonstram o carácter multidisciplinar do fórum. Os interessados em participar no evento devem candidatar-se previamente, enviando o CV para o e-mail angola@eliteic.net.
 
Mas, afinal, o que tem Angola para oferecer?
Os salários elevados pagos normalmente por grandes empresas que investem em Angola são o principal atractivo para os portugueses, que rumam a este país africano. Alguns profissionais chegam a ver a sua remuneração mensal quadruplicar. Passar de um salário de 700 euros para uns chorudos 4000 mil euros por mês é um exemplo elucidativo de tal situação. Em casos de elevada qualificação profissional e cargos de topo a situação muda de figura e os números conseguem subir ainda mais. Quanto aos negócios, apesar de não descrever Angola como o remédio para todos os males dos portugueses, Mira Amaral, presidente do Banco BIC Português, o primeiro banco nacional com maioria de capital angolano, afirma que este mercado pode ser uma boa solução para fugir à crise que por cá se vive, conta o semanário Vida Económica. Até agora, assistia-se à entrada de grandes empresas em Angola e tal começa também a ser feito por novos empreendedores que lá encontram carências de mercado e delas fazem oportunidades de negócio.

 

(retirado daqui)



publicado por zé kahango às 09:39
link do post | comentar | favorito

Editor e Redator:
José "Kahango" Frade
marcadores

a nossa gente

a nossa terra

crónica

cultura

editoriais

livros

memórias

o futuro é já hoje

poesia

todas as tags

pesquisar
 
posts recentes

Faculdade de Medicina do ...

Um novo arranque

Reencontro

de Bimbe para Angola Prof...

reunindo...

tranquilidade...

Cubango

rio Cuito

atividade da AAPAN em 201...

mama Himba

Prémio de Mérito

em plena corrida

um par bicudo

uma bela lagartixa

borboletas da Kumbira

no meu quintal

estorninhos

Origens dos Mucuisses

na Lucira

Gente da Huíla

kitawela!

observem as aves...

Programa Angola Jovem (PA...

reduzindo a mortalidade

lugar de silêncio

últimos comentários
[url=https://www.informativoangolano.com]Club k an...
E o Rio Cubal desagua em Moçâmedes na provincia do...
E uma rã de especie rara e possivelmente so encont...
Gostei muito de ler os vossos post, realmente quan...
Nosso pais com tantas maravilhas Noticias de angol...
Caro Carlos: Estive a apreciar a sua página, que o...
Gostei muito da materia quem dera um dia publicar ...
Gostei muito da materia quem dera um dia publicar ...
Alguns botânicos suspeitam que na peculiaridade da...
Ah ah ah! Bem visto! Por vezes a erudição vem acom...
Muito obrigado pela contribuição! Incluirei o link...
Então o jornal Cultura publica uma fotografia de u...
Ah, desculpe, pensei que fosse um desafio... Eu ta...
Também me parece, mas gostava de saber como se cha...
É uma pequena rã com as patas encolhidas, vista de...
Agradeço, mas o mérito não é meu. Como pode ver pe...
Boa tarde.Li e gostei deste excelente texto. Melho...
Não esquecer ainda o Parque Nacional do Bicuar...
Obrigado. Estamos à espera dos teus lindos poemas,...
De facto, para familiares e amigos, é uma triste p...
posts mais comentados
24 comentários
9 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
Equipa do blogue
Coordenadora do Conselho Redatorial: Paula Duarte (A-Santa-Que-Me-Atura...) PAINEL DE COLABORADORES: Dionísio Sousa (Cavaleiro dos Contos), "Funka" (Nobre Reporter Permanente), João "Neco" Mangericão (Moçâmedes), Jorge Sá Pinto (Assuntos Arqueológicos), José Silva Pinto (Crónica Quotidiana), Mané Rodrigues (Assuntos Culturais), Paulo Jorge Martins (Fauna Grossa), Ulda Duarte (Linguística da Huíla), Valério Guerra (Poeta Residente).
ligações
arquivos

Junho 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Maio 2017

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

o nosso contacto:
munhozfrade@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO