Uma apaixonante e esplendorosa terra, um magnífico povo! Será brilhante seu futuro, construído por todos os que têm Angola no coração, que nela ou na diáspora trabalham e com amor criam suas famílias.
Sábado, 22 de Setembro de 2007
Projecto jornalístico “Grande Reportagem Andar o País”

Luanda, 19/09 - Pelo menos 7.859 kms serão percorridos por jornalistas de órgãos estatais e privados, a partir de 27 do corrente mês, quando for dado o “tiro de largada” do projecto jornalístico «Grande Reportagem Andar o País», cuja apresentação oficial acontece nesta noite em Luanda.

Sob batuta da estação radiofónica Luanda Antena Comercial (LAC), o projecto, com duração de pouco mais de 30 dias, visa reportar a realidade de um país em mudanças significativas, sobretudo no que tange a reconstrução e recuperação de infra-estruturas sociais e económicas.

Em declarações à Angop, o jornalista José Rodrigues, coordenador do projecto, informou que a caravana de profissionais sairá de Luanda às 6h00 da manhã de quinta-feira e seguirá para o sul de Angola, via Calulo (Kwanza Sul), passando pelo Dondo (Kwanza Norte).

“A caravana vai sair de Luanda via Dondo, passando por Calulo, Quibala, Wako Kungo e fará a primeira grande paragem no Huambo, onde vai testemunhar a feira agro-pecuária daquela cidade”, disse.

“O grupo seguirá para a província do Bié, indo depois para o leste de Angola - Menongue (KuandoKubango). Cunene, Lubango e Namibe serão as paragens imediatamente a seguir no regresso ao sul do país, ficando o norte de Angola reservada para o dia 18 de Outubro, na medida em que a organização prevê consumir mais de 20 dias na região sul e leste do país”, assegurou o interlocutor.

O anúncio oficial acontece numa altura em que faltam apenas nove dias para o arranque, uma vez que estão criadas todas as condições, desde a logística aos recursos humanos.

Segundo o regulamente do projecto, estão disponíveis 12 viaturas 4x4 para a empreitada, sendo que cada uma levará quatro integrantes, permitindo deste modo a comodidade e segurança dos profissionais que reportarão o país durante pouco mais de um mês.

Realce para o pronunciamento do ministro da Comunicação Social, Manuel Rabelais, que ao tomar conhecimento do projecto orientou todos os órgãos de comunicação para abraçarem a iniciativa da LAC e formarem então uma família de profissionais nesta que será a primeira realização do género.

Por este facto, José Rodrigues manifestou-se particularmente lisonjeado, pois, no seu entender, o gesto do ministro vem dar grandeza ao projecto, ao mesmo tempo que abre uma oportunidade ímpar para jornalistas angolanos juntarem-se para uma causa comum – «reportar Angola em franco desenvolvimento», asseverou.

Em resposta à orientação do ministro, confirmaram já presença distintos meios de comunicação, como por exemplo a Angop, a TPA, o Jornal Angolense, a Voz da América, a Rádio Morena (Benguela), a Rádio 2000 (Lubango), bem como as agências de produção, Executive Center e Cheila Press.

A iniciativa conta com apoios institucionais e particulares, que disponibilizaram os meios com os quais os profissionais vão andar o país.

Seguirão viagem mecânicos, técnicos de saúde, da segurança civil, fotógrafos, redactores-repórteres, cineastas, músicos e motoristas.

No final da “odisseia”, a organização tenciona trazer para Luanda, um filme e um álbum musical a serem gravados durante todo o percurso.

O projecto terá duas fases, a primeira que começa agora e a segunda a ser efectivada sete meses após esta, com o intuito de constatar as mudanças que deverão ocorrer depois da grande reportagem.

in AngolaPress

marcadores:

publicado por zé kahango às 22:25
link do post | comentar | favorito

Editor e Redator:
José "Kahango" Frade
marcadores

a nossa gente

a nossa terra

crónica

cultura

editoriais

livros

memórias

o futuro é já hoje

poesia

todas as tags

pesquisar
 
posts recentes

"DESDE ANTES DA SUA CRIAÇ...

por aqui passaram os expl...

Fuba de bombó

Tomás Lima Coelho - as ra...

Lembra-te Angola - nova s...

Sé Catedral

angolanos na exposição co...

Maravilha, com 830 página...

Ora bem...

Censura, Maldade ou Estup...

do "Panorama Missionário"...

"Missão de S. Bento do Ch...

movimentos “reivindicativ...

ainda sobre o silenciamen...

a "expansão pidesca" em A...

"Angola e as Retóricas Co...

A Baixa de Cassanje

Cassange, há 60 anos...

O que Salazar negou a Ang...

O que Salazar negou a Ang...

A "crise do Ensino Superi...

fases do colonialismo no ...

fases do colonialismo no ...

fases do colonialismo no ...

fases do colonialismo no ...

últimos comentários
Obrigado! Abraço.
Suspeito que a capa deste livro tenha ofendido alg...
Recorde-se, como aqui já foi citada, a importante ...
Mesmo assim, em rigor da verdade há motivações opo...
Sim, é precisamente desse artigo que retirei o que...
Este é um assunto que habitualmente dá origem às m...
Este, é um silenciamento voluntário. Por “má memór...
Essa rede de bufos era uma das causas do silêncio ...
Curioso e interessante. Fica registado. Entretanto...
As ficções sobre África (e também sobre os árabes....
Na verdade, não foi apenas aos colonos de Angola q...
Sim, esse é um livro incontornável para quem se in...
Esta reportagem poderá ser utilizada como um convi...
Obrigado, Karipande!
Neste século XXI, o povo Herero tem sido alvo de d...
Neste documentário, que não é etnográfico, são col...
É um local fantástico! Obrigado pela sua visita. V...
Também vivi na Baia dos Tigres até meados de 1974.
Veja-se um estudo detalhado (em espanhol): http://...
Um grande abraço e votos de 2021 na maior
posts mais comentados
24 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
Equipa do blogue
Coordenadora do Conselho Redatorial: Paula Duarte (A-Santa-Que-Me-Atura...) PAINEL DE COLABORADORES: Dionísio Sousa (Cavaleiro dos Contos), "Funka" (Nobre Reporter Permanente), João "Neco" Mangericão (Moçâmedes), Jorge Sá Pinto (Assuntos Arqueológicos), José Silva Pinto (Crónica Quotidiana), Mané Rodrigues (Assuntos Culturais), Paulo Jorge Martins (Fauna Grossa), Ulda Duarte (Linguística da Huíla), Valério Guerra (Poeta Residente).
ligações
arquivos

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Maio 2020

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Junho 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Maio 2017

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

o nosso contacto:
munhozfrade@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO