Intensa paixão, tristeza profunda, sagrada esperança...
Sábado, 11 de Julho de 2009
palanca

Palanca Negra reaparece na África do Sul

Foi avistada no Zoológico de Pretória, é palanca negra, como parece na foto, mas não é a gigante de Angola



A exclusividade continua aqui. Só um olhar atento de estudioso da espécie da Palanca Negra Gigante e parentes próximos pode discernir do que afinal se trata; se da espécie localizada só em Angola ou se haverá também como o exemplar que a foto feita num Zoológico de Pretória poderia induzir a existência de outra área no planeta como hospedeira da espécie rara. Embora se pareça tão semelhante com a Palanca Negra Gigante, tratase, na verdade, de uma espécie menor também chamada Palanca Real, pois tem importantes diferenças com a espécie só avistada em Angola até ao momento.
O engenheiro Pedro Vaz Pinto que, através do Centro de Investigação Científica da Universidade Católica de Angola, tem em curso um importante trabalho de campo de estudo do antílope que já provou a existência de alguns exemplares da Palanca Negra Gigante, clareando-se assim as névoas que pairavam sobre a sorte do antílope, esclarece as grandes diferenças entre um e outro animal. Antes, porém começa por explicar que a confusão é geralmente alimentada por caçadores de troféus que ao avistarem o exemplar que habita na vasta savana africana passam a generalizar a ideia de que eventualmente o animal se tivesse deslocado do seu habitat natural em consequência da guerra que atingiu o país por longos anos.
Para efeitos de melhor elucidação, Vaz Pinto começa por esclarecer que são todos animais da mesma família conhecidos pela nomenclatura latina geral como Hippotragus Níger Níger, mas a diferença começa já no nome, pois a espécie angolana é conhecida por Hippotragus Niger Variani. O animal que se encontra em cativeiro no zoológico da cidade de Pretória, capital da África do Sul, não é do grupo variani, embora aparentemente os dois animais apresentem traços físicos passíveis de levantar a confusão entre os menos atentos. Este dado é complementado com as diferenças físicas, cuja mais evidente é o tamanho dos chifres apontar as grandes diferenças assentes basicamente na diferença de tamanhos dos cornos.
Como se poderá melhor observar nas fotos disponíveis, a envergadura das presas do antílope angolano é maior, além das marcas na cabeça do animal. O cientista ressalta, entretanto, o facto de haver um terceiro grupo de palancas que ocorrem no Alto Zambeze, Oeste da Zâmbia e Sul da República Democrática do Congo, também chamada de Palancas do Leste, cujas características estão muito mais pró-ximas das da Palanca Negra Gigante, sendo mesmo capaz de confundir até mesmo um cientista versado no estúdio destes animais. Entre a comunidade científica, aliás, ainda não houve qualquer evidência de que a Palanca Negra Gigante tivesse sido avistada noutro lugar em todo o mundo, sendo as regiões de Cangandala, em Malanje, e do Luando, no Bié, os lugares onde podem ser avistados, porque estão ali reunidas um conjunto de características naturais propícias à sua sobrevivência.
Este dado pode ser entendido como indício forte de que o mesmo jamais poderia sobreviver num outro habitat que não fosse o de Malanje e Bié, pois nem mesmo a hipótese de fuga por ocorrência de condições adversas como a da intensa guerra que a região conheceu a isso induziu. “A captura da Palanca Negra Gigante é uma operação de tal forma complexa que exigiria em Angola um enorme esforço logístico, técnico, levaria meses e seria dramaticamente indiscreto”, nestes termos Pedro Vaz Pinto respondia a uma preocupação colocada por um interessado para negar categoricamente a possibilidade de o animal ter migrado, ressaltando que o mesmo não cruzava rios, montanhas ou outros obstáculos naturais.
No momento em que eram escassas as informações sobre a ocorrência do animal no interior de Angola e quando se manifestavam cada vez mais densas as suspeitas de que a Palanca Negra Gigante pudesse estar extinta, Luanda recebeu nos anos de 1995 a 1996 a presença de um ecologista e conservacionista, o actor brasileiro, Victor Fasano, que se propunha completar o seu santuário de animais no Brasil com a presença de um exemplar do bicho raro angolano. Na altura, o debate que se levantou em torno da questão era que sendo um símbolo não podia de modo algum permitir a sua «extradição» para outros meios naturais ou cativeiros sob pena de Angola perder a exclusividade como berço único da Palanca Negra Gigante.
Vários fazendeiros sul-africanos, jardins zoológicos e mesmo até alguns cheik’s árabes já teriam sido alvos de tentativas de venda de gato por lebre. A venda de um exemplar destas falsas Palancas Negras Gigantes foi frustrada, num dos casos, pelo facto do comprador, o Zoo de San Diego, ter exigido exames genéticos que provaram ser inautêntica, daí ter o caso transitado para os tribunais, segundo Pedro Vaz Pinto. Um milhão de dólares era o montante que supostamente teria custado a venda de um destes falsos exemplares de Palanca Negra Gigante. A presença das Palancas Negras do leste tem aguçado o apetite de caçadores de troféus na região da Zâmbia.

 

Eugénio Mateus (in O País)

marcadores: ,

publicado por zé kahango às 08:56
link do post | comentar | favorito

Equipa do blogue:
Editor e Redator: José "Kahango" Frade Coordenadora do Conselho Redatorial: Paula Duarte (A-Santa-Que-Me-Atura...) O Mui Ilustre Painel de Colaboradores: Dionísio Sousa (Cavaleiro dos Contos), "Funka" (Nobre Reporter Permanente), João "Neco" Mangericão (Moçâmedes), Jorge Sá Pinto (Assuntos Arqueológicos), José Silva Pinto (Crónica Quotidiana), Mané Rodrigues (Assuntos Culturais), MJT Pimentel Teixeira (Prospecções), Paulo Jorge Martins (Fauna Grossa), Ulda Duarte (Linguística da Huíla), Valério Guerra (Poeta Residente).
marcadores

a nossa gente(492)

a nossa terra(540)

crónica(16)

cultura(425)

editoriais(25)

livros(46)

memórias(36)

o futuro é já hoje(378)

todas as tags

pesquisar
 
posts recentes

para as terras de Ondjiva

Ovakwambundo - O povo do ...

só entre nós...

Muhumbe

antigas, do Quipungo

alegria, entre missangas....

o Óscar Gil, em reportage...

Herdeiro

faces - 6

faces - 5

faces - 4

Por que tenho de explicar...

faces - 3

faces - 2

faces - 1

por Angola

Os primeiros tchicoronhos

atenção

Gunga

Muhimba

moinho boer na Humpata

deixando a Palanca...

Macópios

Tomates

Mumuíla

demarcando fronteira...

Huíla

Contos do Vissapa - 8

Tômbua

apregoando boas mangas...

há muito para contar...

Quimbo - Gambos

a antiga atracção pelas á...

Côr!

trabalhos...

numa pausa...

seguindo a picada...

Humbe

para refrescar...

ponte na Chibia

Missão de Omupanda (Cuanh...

Otchinjau

Maneco de Capangombe

lançamento de "Viagem à t...

de José Viana Leitão de B...

preservar...

Estação Zootécnica, c. 19...

curiosidades...

O camacove...

colorida...

últimos comentários
olá.. sou finalista do curso de serviço social. Me...
Olá, sou brasileira eestou estudando a Lingua Gest...
SAPS prezados canhotos Esperado boa disposição de ...
Bem, Francisco Cubila, a notícia que comenta já te...
A Junta Regional de Luanda, não é representante do...
Sou um jovem formado e com experiência de trabalho...
olá, cursei Antropologia(faculldade de ciênçias so...
Obrigado.
A nossa terra é sempre inesquecível.Gostei do poem...
De facto vive na Baía dos Tigres nas décadas 1960 ...
Obrigado más não tinha o que eu queria saber
Olá Lurdes, sou angolana e estou a aprender Língua...
Boa Tarde , meu nome e Agnes e eu estou a fazer um...
Boa tarde Hilario,preciso muito falar com você,por...
No pais como este, tudo cidadaõ pretende estudar e...
posts mais comentados
23 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


ligações
arquivos

Maio 2017

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Angola

Ver mapa maior
Visitantes de todo o mundo...
Locations of visitors to this page
blogue inscrito em
Add to Technorati Favorites Places Blogs - BlogCatalog Blog Directory
o nosso contacto:
munhozfrade@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO