Intensa paixão, tristeza profunda, sagrada esperança...
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
Agradecimento

O contador do Bimbe já ultrapassou a cifra de 10.000 visitas. Não está dentro dos meus objectivos principais, ao manter este blogue, fazer estatística, por mera vaidade ou por outro móbil. Serve a informação para dar medida ao acolhimento por parte de quem são os destinatários do trabalho que aqui se vai modestamente fazendo.

A todos os visitantes do Bimbe venho agradecer, esperando que o espírito de serviço que neste espaço se cultiva, no amor por uma terra generosa e pela sua gente - a nossa Angola, continue a atraí-los.

Para além das matérias que vão passando no desfiar das semanas, um património de interesse público vai sendo erigido: o Bimbe vai a caminho das quase duzentas ligações, utilidade destinada à divulgação de muito de interessante que se vai construindo.

Muito obrigado pela vossa presença.

 

José Frade


marcadores:

publicado por zé kahango às 10:19
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
Ema Brandão, escultora angolana

ImageEma Brandão, discípula de seu pai, o pintor e escultor Alípio Brandão, nasceu em Oliveira de Azeméis em 1931.

 


ImageConta na sua vida artística com mais de meia centena de exposições individuais, uma parte delas efectuada em Angola onde viveu 17 anos, e inúmeras colectivas. Na sua passagem por Angola foi distinguida com vários prémios.

 
 

ImageColaborou na VII Bienal de S. Paulo. Expôs no Salão dos Independentes em Paris e foi convidada a colaborar no XXX Grand Prix de Lyon, onde foi distinguida com o prémio atribuído ao melhor artista estrangeiro. Foi condecorada, em 1976, com a Cruz de Mérito Belgo-Hispânico com Grau de «Caballero» e nomeada, em 1979, pela Academy of Italy Witt Good Medal».
 

 

ImageAlém da escultura, dedicou-se ao mobiliário artístico.

Faleceu em Lisboa em 1985.

Fonte: Angola Digital  


marcadores:

publicado por zé kahango às 02:41
link do post | comentar | favorito

"Uma Bóia na Tormenta", de Roderick Nehone

ImageO escritor angolano Roderick Nehone lançou quinta-feira passada um livro de contos intitulado "uma Bóia na Tormenta”, que retrata o quotidiano angolano, em particular da capital do país.

O livro editado pela União dos Escritores Angolanos (UEA) e com 12 contos, segundo o escritor, aborda questões como a batalha do homem angolano, pelas aspirações e surpresas com factos inesperados da vida.

“Neste livro, com mil exemplares e com 103 páginas, está igualmente plasmado os nossos sonhos e sobretudo, a perspectiva de queremos uma sociedade melhor, um país melhor e uma Luanda melhor”, referiu.

Amor, emoções, actos de altruísmos dos jovens angolanos perante o sofrimento dos outros e o apelo à mudança de consciência perante os comportamentos negativos, indicou que estão criativamente abordadas na obra literária “Uma Bóia na Tormenta”.

Roderick Nehone, pseudónimo literário de Frederico Manuel dos Santos e Silva e Cardoso, nasceu a 26 de Março de 1965 em Luanda. É licenciado em Direito pela Universidade Central de Las Villas, na Republica de Cuba.

O escritor, que é membro da Ordem os Advogados de Angola e da União dos Escritores Angolanos, já foi docente da Universidade Agostinho Neto de 1991 a 2004.
 
É autor dos seguintes livros: “Génese (poesia - Prémio António Jacinto de Literatura, 1996), “Estórias Dispersas da Vida de Um Reino (Contos-Prémio Sonangol de Literatura, 1996), “ O ano do Cão (Romance-Prémio Sonagol de Literatura, 1998), “Peugadas de Musa (Poesia, 2001) e “Tempos sem Véu (Romance, 2003).

Fonte: Angola Press, citado por Saudações Angolanas


marcadores:

publicado por zé kahango às 02:35
link do post | comentar | favorito

local da Criação...

Fotos... ao acaso por Tonspi.

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:37
link do post | comentar | favorito

rochas...

Huíla factura 29 milhões de dólares com exportação de rochas ornamentais

A indústria de exploração de rochas ornamentais na província da Huíla facturou nos últimos três anos mais de 29 milhões de dólares, informou quarta-feira na cidade do Lubango a agência noticiosa angolana Angop.

De acordo com um relatório síntese da evolução de indicadores 2004/2007 do sector, no período em referência foram exportados 135 metros cúbicos de granito negro.

Actualmente nove empresas operam no sub-sector das rochas ornamentais, explorando as minas de granito e mármore do tipo negro, rosa e cinza, localizadas nos municípios da Chibia, Quipungo e Gambos.

O mercado de exportação das rochas ornamentais da Huíla tem sido a Europa, sobretudo Espanha, Portugal e Itália.

A exploração de rochas ornamentais na Huíla iniciou-se em 1994 com a empresa Metarocha, tendo até agora exportado mais de dois milhões de metros cúbicos.

 

(macauhub)



publicado por zé kahango às 01:35
link do post | comentar | favorito

serena frontalidade...

Retrato VI por Tonspi.

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:33
link do post | comentar | favorito

funcionários...

Mais de dois mil cidadãos na Huíla ingressam na Função Pública


Dois mil 465 cidadãos, admitidos em concursos públicos, ingressaram, a partir de quarta-feira, na província da Huíla, na função pública, nos sectores da Educação, Saúde e Regime Geral.
Os processos dos novos funcionários públicos receberam, na cidade do Lubango, o aval da equipa técnica do Tribunal de Contas (TC) que averiguou e constatou a conformidade dos expedientes, com os requisitos exigidos pela Lei da Administração Pública para o ingresso na função pública.
Ao apresentar o relatório síntese, saído da sessão extraordinária na província da Huíla, o contador geral do Tribunal de Contas, Gilberto Magalhães, revelou que “dois mil e755 processos remetidos à equipa técnica do Tribunal de Contas, 2465 foram considerados regulares, do ponto de vista legal e financeiro”.
“Do número apresentado, 143 processos estão pendentes, por estarem mal instruídos, do ponto de vista legal. A maior parte apresenta candidatos com idade superior a 35 anos, documentos rasurados e outros que não preenchem os requisitos exigidos por lei para ingresso na Função Pública”, sustentou.
Salientou que foram admitidos mil e 295 no sector da Educação, 211 no de Saúde e 288 no Regime Geral, sendo que muito dos quais já labutam nos municípios e comunas da Huíla. Receberam também, à luz verde do TC, 89 processos de promoção de quadros da Educação e do Regime Geral, assim como 246 propostas a cargos de direcção e chefia.
O presidente do Tribunal de Contas, Julião António, manifestou-se satisfeito pelo facto de muitos visados, que receberam o aval positivo do órgão, preencherem as exigências legais para ingresso, pela primeira vez, na função pública.
“Tratam-se de cidadãos nacionais com expectativas e responsabilidades sociais e económicas à volta dos mesmos. Depois de participarem nos concursos públicos, vêem, com esta autorização, resolvido o problema de desemprego que impedia a resolução das necessidades familiares”, afirmou Julião António no fim da sua visita de algumas horas à Huíla.

 

Domingos Mucuta| Lubango (JA)



publicado por zé kahango às 01:30
link do post | comentar | favorito

sob o céu da Huíla...

Fotos... ao acaso por Tonspi.

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:28
link do post | comentar | favorito

passando o crivo...

Tribunal de Contas fiscaliza candidaturas na Função Pública


O juiz presidente do Tribunal de Contas, Julião António, analisou na cidade do Kuito 1.925 processos de admissão para ingresso na Função Pública. O visto em processos individuais de admissão e de promoção na Administração Pública é uma tarefa que decorre há sete anos em todo o país.
Segundo Julião António, esse facto reduz a dificuldade na execução do processo, factor acrescido com o empenho dos técnicos envolvidos e o trabalho preliminar das entidades competentes, que foram orientados no sentido de regularizarem os processos pendentes dentro dos parâmetros e regimes contratuais fixados pela lei.
O sector da Educação foi o que mais candidatos recebeu (1.300 processos), a seguir vem a Saúde (371) e o Governo Provincial do Bié (274), totalizando 1.925.
O Jornal de Angola sabe que do total de processos recebidos, tiveram aprovação do juiz presidente do Tribunal de Contas apenas 1.608 candidatos, dos quais duzentos 239 do Governo local, 1.101 da Educação e 278 do sector da Saúde.
Segundo o Tribunal de Contas, a rejeição de mais de 300 processos teve como fundamentos a falta de equivalência académica, documentação rasurada, promoção irregular e idades superiores e inferiores as recomendadas por lei.
Na reunião extraordinária com funcionários locais ligados ao processo, Julião António foi acompanhado por uma equipa técnica constituída por quatro auditores.
O governador provincial, José Amaro Tati, manifestou a satisfação do seu Executivo pelos resultados da visita de trabalho do juiz presidente do Tribunal de Contas, por ver assim aumentar de forma regular o número de funcionários nos sectores vitais da sociedade biena.
Depois do Kuito, Julião António e os auditores do Tribunal de Contas deslocaram-se ontem ao Lubango, capital da Huíla, onde vão dar seguimento ao trabalho de verificação de concessão de vistos a processos de candidatos à carreira na Administração Pública.
Na Huíla, Julião António começou a trabalhar logo após ter sido recebido pelo governador provincial em exercício, Adriano da Silva.
Trata-se de processos dos sectores da Educação, Saúde, Justiça e regime geral, que aguardam o aval daquele órgão de soberania a quem compete o controlo externo das Finanças Públicas, nos domínios da legalidade e da regularidade na criação das despesas e aplicação das receitas, da avaliação da gestão financeira e da efectivação de responsabilidades por infracções financeiras.
O juiz presidente do Tribunal de Contas vai ainda tomar contacto com relatórios sobre a aplicação de fundos públicos em obras que visam a melhoria das condições de vida das populações, no quadro do orçamento de 2008.

 

Delfina Victorino | Kuito  (in JA)



publicado por zé kahango às 01:26
link do post | comentar | favorito

face brilhante...

Retrato VII por Tonspi.

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:23
link do post | comentar | favorito

combate...

Especialistas traçam estratégias contra tuberculose

 

ADELINA INÁCIO

Oitenta médicos e técnicos de saúde angolanos e brasileiros reúnem-se hoje (8/10), no Instituto Nacional de Saúde Pública, em Luanda, para discutir a tuberculose em Angola e no resto do mundo.
Segundo a directora do Programa Nacional de Combate à Tuberculose, Conceição Palma, o encontro tem como objectivo a apresentação das novas técnicas de sensibilização para os profissionais de saúde e entidades governamentais para um envolvimento mais responsável na luta contra a doença.
Durante o encontro, que será orientado pelo ministro da Saúde, José Van-Dúnem, será ainda apresentado o plano estratégico nacional para os próximos quatros anos, os suportes da quimioterapia e a vacina da BCG.
O medicamento para o tratamento da tuberculose é gratuito em Angola e está à disposição dos doentes nas unidades de Saúde, nomeadamente nos centros de saúde, no Hospital Sanatório de Luanda e no Dispensário Anti-tuberculose, disse a responsável.
Se o paciente tomar o medicamento durante seis meses, ele tem probabilidades de cura. A prevenção da doença é feita através da vacina BCG.
A tuberculose é uma doença contagiosa que atinge os pulmões, podendo, também, localizar-se nos rins, ossos, pleura ou num outro órgão. O bacilo instala-se no pulmão, causando ou não tuberculose pulmonar, podendo atingir outros órgãos através da corrente sanguínea.
A doença é transmitida pelo ar, através da tosse, espirro, fala ou saliva. Um doente pode contaminar, por ano, de 10 a 15 pessoas que com ele tenham contacto e, se essas pessoas estiverem fragilizadas por causa de outras enfermidades, podem contrair e desenvolver a doença.
É importante que todos os membros da família de um doente sejam examinados pelos médicos, alertou Conceição Palma.
Os sintomas mais frequentes da tuberculose pulmonar são a tosse constante (três semanas ou mais), febre geralmente no final da tarde, fraqueza no corpo, perda do apetite, suores nocturnos, dor no peito e nas costas e, às vezes, escarro com sangue.
Com o apoio do Mistério da Saúde, o colóquio, que terá a duração de três dias, conta com a presença de directores dos hospitais de Luanda, de clínicas privadas, representantes de organizações não governamentais e dois representantes das províncias de Benguela, Huíla e Huambo.

Jornal de Angola



publicado por zé kahango às 01:15
link do post | comentar | favorito

por elas...

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:14
link do post | comentar | favorito

flagelo...

Tuberculose é um dos principais problemas de saúde pública


Adelina Inácio

O Ministro da Saúde José Van-Dúnem, afirmou ontem, em Luanda, que a tuberculose continua a ser um dos principais problemas de saúde pública e que apesar dos esforços, os números crescem como consequência, por um lado, da co-infecção dos vírus de imunodeficiência e, por outro lado, a falta de conhecimento faz com que haja uma maior notificação de casos no país.
Segundo José Van-Dúnem,que falava na abertura do simpósio da tuberculose em Angola, com o aumento da notificação às províncias de Luanda e Benguela, estas são responsáveis por mais de 50 por cento dos casos de tuberculose no país. “Quer dizer, se conseguirmos trabalhar bem nestas duas províncias vamos reduzir drasticamente o peso da doença no país e faremos com que a tuberculose tenha uma significância muito menor como problema de saúde pública”, alertou.
José Van-Dúnem garantiu que a melhoria de vida dos angolanos cresce a cada dia que passa e o esforço em que as estruturas sanitárias estão envolvidas permitem que as pessoas tenham o acesso as unidades sanitárias o mais precoce possível, e vão ajudar que especialistas de combate a doença tenham resultados a curto prazo.
“Se conseguirmos partilhar a informação sobre a tuberculose, melhorar a circulação entre os diversos níveis de resistência no tratamento a tuberculose, podemos considerar que, nos próximos 24 meses, vamos ter resultados significativos no combate a tuberculose” afirmou.
Já a directora do Programa Nacional de Combate a Tuberculose, Conceição Palma, ao intervir, no referido encontro, considerou a doença como um caso de emergência nacional, acrescentando que “ os números de novos casos de tuberculose continuam a crescer e que nos últimos três anos, os casos passaram de 38.317, em 2005, para 42.383, em 2007. A avaliação do primeiro semestre de 2008, de acordo com a coordenadora do programa, revela uma diferença de mais 4.759 casos, comparativamente ao primeiro semestre do ano passado. Como dados estatísticos nacionais, as províncias de Luanda e Benguela correspondem a 50 por cento.
Conceição Palma sublinhou ainda que, para melhor intervenção sobre os dados apresentados, o Programa Nacional de Controle da Tuberculose elaborou um plano estratégico quinquenal, tomando como base a expansão e aprofundamento da estratégia de tratamento de curta duração e a introdução gradativa da estratégia “stop tuberculose”. Estabelecendo as metas a serem alcançadas.
No encontro em que participam especialistas nacionais e estrangeiros, directores de hospitais público e privados, estão a ser debatidos tema como, “Tuberculose, uma epidemia global”, “ Tuberculose em Angola, estratégias DOTS” e “Stop tuberculose” bem como as “Formas clínicas da tuberculose na criança e no acto”, entre outras.

Jornal de Angola



publicado por zé kahango às 01:12
link do post | comentar | favorito

exorcizando...

foto de Tonspi


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:11
link do post | comentar | favorito

os angolanos fazem turismo...

Expo-Windhoek 2008 atrai mil turistas angolanos


Cerca de mil angolanos, entre estudantes, diplomatas e visitantes, efectuaram visita à Feira-Comercial em Windhoek/ Namíbia, decorrida entre 27 de Setembro e 4 de Outubro, segundo fonte da organização.
À procura de novas oportunidades de negócios, assim como o contacto das potencialidades em termos de negócios nas terras de “San Nujoma”, foram apontadas como factores que tiveram na base da fluência dos angolanos ao evento de periodicidade anual.
No certame, os angolanos foram tidos como os estrangeiros que grandemente acorreram à Exposição Comercial Windhoek 2008, numa organização da Câmara de Comércio e Indústria da Namíbia. Para o facto concorrem vários factores como a proximidade geográfica entre os dois países e a experiência que os angolanos transportam do seu país, onde anualmente também decorrem diferentes eventos semelhantes, como é o caso da Filda e da Expo-Huíla.
Ao serviço da missão diplomática junto da embaixada de Angola no país vizinho, António Pimenta, com a sua família, era um dos vários angolanos que percorriam os vários pavilhões da Expo-Windhoek 2008.
Para ele, o evento constituiu uma oportunidade para junto dos pavilhões tomar contacto com as potencialidades em termos industriais que a República da Namíbia possui.
Na ocasião, os angolanos acorreram em massa à Expo-Windhoek, onde muitos destes têm adquirido vários bens para posteriormente transportá-los ao país de origem.

 

ARÃO MARTINS | Windhoek (in Jornal de Angola)
 



publicado por zé kahango às 01:08
link do post | comentar | favorito

o nosso Povo...

foto de Tonspi (http://www.flickr.com/photos/tonspi/1020408070/)


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:53
link do post | comentar | favorito

rejuvenescimento de Luena

A cidade do Luena, capital da província do Moxico, tem dado passos largos, nos últimos anos, de modo a alcançar a sua verdadeira imagem, com a implementação de vários projectos de melhoramento, visando resgatar o seu estatuto de uma das melhores e belas cidades da região Leste de Angola.
Terminada a guerra, a maior causa que inibiu o seu desenvolvimento, em todos os aspectos, o governo da província do Moxico tem gizado programas que visam a recuperação da beleza da antiga vila Luso, através da colocação do novo tapete asfáltico em todas as ruas e avenidas, reabilitação dos jardins, melhoramento dos sistemas de esgotos e de outros serviços.
Para além da recuperação de passeios e lacis, a cidade do Luena ganhou um outro projecto de iluminação pública, alimentado por um grupo gerador, que, numa primeira fase, está a beneficiar as principais ruas e avenidas, medida que visa reduzir os acidentes causados por falta de iluminação.
Luena, erguida num planalto de 1.320 metros de latitude, é uma das poucas cidades de Angola com ruas largas de dois sentidos. Tem casas bem alinhadas em quarteirões, sombreadas por mangueiras e acácias rubras.
Para muitos cidadãos, contactados pela nossa reportagem, o aspecto físico, que apresenta actualmente a cidade mais antiga da região Leste de Angola, é motivo de satisfação.
“Cuidar duma cidade é cuidar duma casa,” disse João de Almeida, ancião de 87 anos de idade, que afirma ter passado toda a sua juventude no Luena. Para ele, a cidade que o viu nascer já foi um dos maiores centros turísticos nos anos 60, quando ainda o comboio circulava de Benguela ao Luau.
“Com o trabalho que está a ser feito pelo governo da província, tenho a certeza de que, daqui a mais dois anos, o Luena será uma cidade igual ou melhor do que a que conhecemos no tempo colonial”.
Luena é também uma cidade que está a conhecer bastante crescimento em termos de infra-estruturas sociais e económicas.
A construção do pólo universitário e do Instituto Médio de Administração e Gestão, bem como o aumento das unidades hoteleiras e de estabelecimentos comerciais tem dado maior confiança aos munícipes, que perspectivam um futuro risonho.

 

Samuel António (JA)



publicado por zé kahango às 00:51
link do post | comentar | favorito

...Neves e Sousa!


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:41
link do post | comentar | favorito

...Neves e Sousa...


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:40
link do post | comentar | favorito

Neves e Sousa...


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:37
link do post | comentar | favorito

Mulher Mucubal, por Neves e Sousa


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:34
link do post | comentar | favorito

Albano Neves e Sousa


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:31
link do post | comentar | favorito

Ser Angolano... (Neves e Sousa)


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:18
link do post | comentar | favorito

Angola, Minha Terra (por Neves e Sousa)


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:14
link do post | comentar | favorito

Neves e Sousa - Nota Biográfica


marcadores:

publicado por zé kahango às 00:10
link do post | comentar | favorito

Neves e Sousa, Pintor de Angola

 

Será posto à venda, dentro de breves dias, o livro “Neves e Sousa, Pintor de Angola”, que recorda a vida do grande pintor que viveu até aos anos 70 em Angola. O livro ilustra parte da obra que dedicou, sobretudo, à riqueza etnográfica e à beleza natural de Angola, mas também a outros países lusófonos, numa expressividade estética, inspiradora e emotiva, apenas possível pela vivência e identificação sentida pelas gentes e terras africanas. Motivos pelos quais é considerado um dos mais conceituados nomes da pintura lusófona contemporânea.

No dia 25 de Outubro, pelas 17h00, na Livraria-Galeria Verney, em Oeiras, irá ter lugar a cerimónia de apresentação pública do livro, que é editado pela Sextante Editora, produzido pela Progestur. Foi coordenador do trabalho, o Eng.º Miguel Anacoreta Correia.

 

 

 

Características:

Título: Neves e Sousa, Pintor de Angola

Textos: Albano Neves e Sousa, Barão da Cunha, Jorge Amado, Lima de Carvalho, Luisa Neves e Sousa, e Miguel Anacoreta Correia

Formato: 29,7 x 22

Tiragem: 3000 exemplares

Design: André Lopes

Fotografia: Hélder Ferreira

Produção: Progestur – Associação para a Promoção, Gestão e Desenvolvimento do Turismo Cultural em Portugal

Edição: Sextante Editora-Iniciativas Editoriais Livreiros, Lda.

 


marcadores: ,

publicado por zé kahango às 00:02
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 7 de Outubro de 2008
o princípio...

Do Sul por Tonspi.

Serra da Leba, por Tonspi, Setembro/2005

 


marcadores:

publicado por zé kahango às 01:53
link do post | comentar | favorito

Equipa do blogue:
Editor e Redator: José "Kahango" Frade Coordenadora do Conselho Redatorial: Paula Duarte (A-Santa-Que-Me-Atura...) O Mui Ilustre Painel de Colaboradores: Dionísio Sousa (Cavaleiro dos Contos), "Funka" (Nobre Reporter Permanente), João "Neco" Mangericão (Moçâmedes), Jorge Sá Pinto (Assuntos Arqueológicos), José Silva Pinto (Crónica Quotidiana), Mané Rodrigues (Assuntos Culturais), MJT Pimentel Teixeira (Prospecções), Paulo Jorge Martins (Fauna Grossa), Ulda Duarte (Linguística da Huíla), Valério Guerra (Poeta Residente).
marcadores

a nossa gente(492)

a nossa terra(540)

crónica(16)

cultura(425)

editoriais(25)

livros(46)

memórias(36)

o futuro é já hoje(378)

todas as tags

pesquisar
 
posts recentes

para as terras de Ondjiva

Ovakwambundo - O povo do ...

só entre nós...

Muhumbe

antigas, do Quipungo

alegria, entre missangas....

o Óscar Gil, em reportage...

Herdeiro

faces - 6

faces - 5

faces - 4

Por que tenho de explicar...

faces - 3

faces - 2

faces - 1

por Angola

Os primeiros tchicoronhos

atenção

Gunga

Muhimba

moinho boer na Humpata

deixando a Palanca...

Macópios

Tomates

Mumuíla

demarcando fronteira...

Huíla

Contos do Vissapa - 8

Tômbua

apregoando boas mangas...

há muito para contar...

Quimbo - Gambos

a antiga atracção pelas á...

Côr!

trabalhos...

numa pausa...

seguindo a picada...

Humbe

para refrescar...

ponte na Chibia

Missão de Omupanda (Cuanh...

Otchinjau

Maneco de Capangombe

lançamento de "Viagem à t...

de José Viana Leitão de B...

preservar...

Estação Zootécnica, c. 19...

curiosidades...

O camacove...

colorida...

últimos comentários
olá.. sou finalista do curso de serviço social. Me...
Olá, sou brasileira eestou estudando a Lingua Gest...
SAPS prezados canhotos Esperado boa disposição de ...
Bem, Francisco Cubila, a notícia que comenta já te...
A Junta Regional de Luanda, não é representante do...
Sou um jovem formado e com experiência de trabalho...
olá, cursei Antropologia(faculldade de ciênçias so...
Obrigado.
A nossa terra é sempre inesquecível.Gostei do poem...
De facto vive na Baía dos Tigres nas décadas 1960 ...
Obrigado más não tinha o que eu queria saber
Olá Lurdes, sou angolana e estou a aprender Língua...
Boa Tarde , meu nome e Agnes e eu estou a fazer um...
Boa tarde Hilario,preciso muito falar com você,por...
No pais como este, tudo cidadaõ pretende estudar e...
posts mais comentados
23 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


ligações
arquivos

Maio 2017

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Angola

Ver mapa maior
Visitantes de todo o mundo...
Locations of visitors to this page
blogue inscrito em
Add to Technorati Favorites Places Blogs - BlogCatalog Blog Directory
o nosso contacto:
munhozfrade@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO